A dificil arte de sair da zona de conforto.

image

O primeio passo fora do habitual da sociedade é enormemente dificil. Complicado convencer não somente você, mas todos a sua volta, que você mesmo ficará bem e que tudo vai dar certo.
Acredite em mim, depois que esse degrau for pulado outros até mais complicados virão, mas conforme tudo na vida, vamos nos habituando ou melhor nos camuflando e aprendendo a crescer entre as dificuldades, até o ponto que tudo começa a ficar mais facil e ainda mais prazeroso.
Lembro bem o porque eu decidi trabalhar em navios de cruzeiros, primeiro motivo, porque eu fiquei desempregada e o segundo e mais forte, conhecer o mundo, culturas e pessoas. Lá estava eu folhando os classificados do jornal local, a Zero Hora, enxerguei no canto da página um anúncio ilustrado com um navio, dizendo “400 vagas para trabalhar em navios de cruzeiros e não exigimos o segundo idioma”, era exatamente o que eu procurava e achei!
Convidei a minha best friend para aplicar junto comigo para trabalhar a bordo, ela topou e foi comigo no open day, eram bastante pessoas, assistimos videos e esperamos até sermos chamadas para a entrevista. Foi complicada, pois foi em espanhol e eu consegui me sair bem e a minha best friend também. Ela decidiu não embarcar, mas eu não, eu fui atrás e fiz de tudo para conseguir ver o mundo.
Era um investimento alto que eu não tinha, pedi dinheiro emprestado mesmo assim e fiz tudo o que eu pude. Lembro de um momento quando a agência me ligou informando que eu teria que realizar o ultimo pagamento para eles liberaram meu embarque, chovia demais neste dia e eu precisava de R$470 e eu tinha somente R$200, precisava realizar o pagamento até as 16hs, liguei para algumas pessoas pedindo emprestado, mas ninguém tinha. Coloquei meu casaco e peguei o dinheiro que eu tinha e fui para a rua, o porque eu não sei, mas fui… Andei um pouco, chorei mais um pouco, refleti e resolvi contar a minha história para as pessoas na rua, pois de R$10 em R$10 eu poderia completar o que faltava. E não que estava funcionando, alguns davam mais outros davam menos, mas qualquer centavo valia muito.
Cheguei na fila do banco as 15:40( lembro bem), mas faltavam R$15, eu estava com vergonha, mas fui contando a minha historia resumidamente para as pessoas na fila, e sim eles foram me dando dinheiro, uns ouviam eu falando com outra pessoa e mesmo assim vinham e me ajudavam, eu estava nervosa e chorava, não sei até hoje se era felicidade ou gratidão só sei que paguei os R$470 e consegui embarcar no meu primeiro navio da Ibero Cruceros no Grand Celebration.

image

image

Mesmo com dificuldades, jamais desista de um sonho, pois cada impecilho sempre será um aprendizado.

image

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s